Detalhes da Notícia

Castelo do Piauí e Oeiras são destaque em estudo nacional sobre educação

O estudo Educação que faz a Diferença foi lançando na última quinta (25)

 

Os municípios piauienses Castelo do Piauí e Oeiras foram destaque nacional no estudo Educação que faz a Diferença, organizado pelo Interdisciplinaridade e Evidências no Debate Educacional (Iede) em parceria com o Comitê Técnico da Educação do Instituto Rui Barbosa (CTE-IRB) l e lançado nessa quinta-feira (25), reconhecendo 118 redes de ensino municipais com bons resultados no Ensino Fundamental.

Castelo do Piauí conquistou o Selo Destaque Estadual, por possuir rede de ensino municipal com Ideb mais alto do que o esperado, dado o nível socioeconômico dos alunos e taxas de aprovação acima da média nacional. Já Oeiras ganhou o Selo Bom Percurso, por apresentarem trajetórias bastante positivas, com avanços consistentes na aprendizagem dos estudantes ao longo dos anos.

As redes reconhecidas, além dos resultados no Ensino Fundamental, atingiram critérios de qualidade na Educação Infantil. Foram analisados indicadores como aprendizado em Língua Portuguesa e Matemática, segundo o Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) 2017; Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) atual e evolução desde 2005; e taxas de aprovação, conforme o Censo Escolar.

A partir dessa pesquisa de campo, foram identificadas as seguintes práticas associadas a bons resultados no Ensino Fundamental: Utilização de sistemas de gestão e de acompanhamento dos estudantes; Suporte constante por parte das Secretarias de Educação, com visitas frequentes às escolas; Monitoramento contínuo da aprendizagem dos alunos; Investimento na gestão escolar, com incentivo ao protagonismo das escolas; Oferta constante e diversificada de formação continuada aos educadores; Cultura de observação de aulas, com devolutivas construtivas.

A pesquisa Educação que Faz a Diferença pode ser lida aqui. O estudo foi realizado ao longo de 2019 e, portanto, não levou em consideração as ações adotadas pelas redes de ensino durante a pandemia. Nesse sentido, o Iede em parceria com o CTE-IRB e os Tribunais de Contas realizou outro estudo para identificar as estratégias e práticas das redes de ensino neste período de aulas presenciais suspensas e também como elas estão se organizando para a reabertura das escolas – a pesquisa “A Educação Não Pode Esperar” pode ser lida aqui.


26 de Junho de 2020 08:13

APPM

Associação Piauiense de Municípios - APPM

  • Atendimento de segunda a sexta entre 7:30 - 13:30.
    Av. Pedro Freitas, 2000 - Vermelha, Teresina - PI, CEP: 64018-900
  • Telefone: (86) 2107-7900 / 2107-7919
  • E-mail: institucional@appm.org.br

Desenvolvido por STS Informática